A intuição e o que seu corpo quer falar

Temos uma voz dentro de nós sempre que precisamos obter respostas. Insisto em chamar essa voz de intuição, em outras palavras, quando você não sabe o porquê de precisar fazer tais coisas ou tomar tais caminhos, mas sabe a direção que tem que ir. A Intuição é uma respostas que vem de dentro.

O pressentimento que diz para não confiar em alguém ou dar um passo que pode ser prejudicial para nós, acompanha sintomas como a sensação de ter borboletas voando no estômago ou de palpitação no coração.

O limite entre a ansiedade e a intuição

Se sentir ansioso é o mecanismo que nós temos para que possamos nos preparar para a fuga. No entanto, há um limiar que devemos entender entre a intuição prudente e a sensação de ansiedade que pode limitar nossas ações.

Sua intuição aflora quando você permite que ela se manifeste. Para que a sua intuição fale, seu corpo precisa estar em conexão com a sua mente.

E não, não é sempre que ele está. Viver no modo automático é muito comum para o mundo ocidental, são tantas telas, tantos estímulos que não é difícil afirmar que raras as vezes que olhamos para dentro de nós mesmos.

Além disso, você lembra da última vez que parou e sentiu a sua respiração? Ou que se perguntou como respira?

As dádivas que recebe diariamente de Deus, e que tão poucas vezes se presta a admirá-las?

Recebemos o dom de ter intuição para a usarmos a nosso favor, mas isso só será possível se houver espaço em nós para ela.

A natureza é uma aliada da nossa intuição, ela nos desintoxica de toda hiperestimulação aos nossos olhos, ouvidos, paladar…

Assim, quando entramos em contato com a natureza, a nossa intuição se mostra mais aguçada, forte e nos capacita de melhores decisões para nós mesmos.

Quais os sinais da sua intuição?

Nossa intuição ao contrário do medo se refere ao presente e ao futuro. É então, a sensação que nos desafia a explorar novas possibilidades. Se suas decisões dizem mais sobre o seu passado que sobre seu presente, provavelmente não é um chamado da sua intuição e sim do seu medo.

Se você estiver confuso ou indeciso, sua intuição será incisiva e lhe protegerá. Ela te indica o caminho e nunca a estagnação. Quando você se escuta, e se conecta consigo mesmo, é mais fácil conseguir ouvir a voz da sua intuição.

O que difere o que a mente fabrica do que a alma me fala?

A linha entre essas duas coisas é tênue. Nosso cérebro traz informações a todo momento e tudo que acontece conosco provoca alguma espécie de reação. E é também a partir do nosso cérebro que a intuição funciona como um guia que irá nos levar pelo caminho certo.

Ao confundir a nossa vontade de ir pelo nosso próprio caminho com a força de nossa intuição, essa força não se aplica, já que é tomada por uma decisão lógica e menos sensível ao que o espírito quer falar.

A intuição é uma condição da sensibilidade do ser humano. Ela e a razão não se opõem, e desse modo podemos entender como uma maneira da mente humana processar todo o ambiente externo e as condições do espírito antes da consciência ter essa capacidade.

A lógica é uma parte superficial da consciência, e por vezes ela não nos é suficiente. Se algum detalhe de uma negociação não te soar bem, você sabe o que significa.

Além disso, somos seres complexos, carregados de história, felicidades, tristezas, sentimentos que podem nos fazer confundir a intuição com o medo de que algum trauma se repita. Portanto, ao verificar fazendo uma análise mental se o que você sente é fabricado pelo seu medo, ou alertado pela sua consciência é o principal passo para associar a razão à intuição.

A Intuição é uma respostas que vem de dentro

Conhecer a si mesmo te mostra quando confiar na sua intuição, e principalmente quando aguardar, sem que você projete isso na sua realidade. Ao conhecer a si, você irá descobrir como usar a intuição ao seu favor, irá tomar decisões que te parecerão mais certas e você entenderá que apesar de não ser uma verdade absoluta, há o caminho correto que você deve trilhar.

4 comentários em “A intuição e o que seu corpo quer falar”

  1. Excelente texto!
    Quem já teve a experiência de ser devorado por uma mente inquieta e uma ansiedade limitante, que só gera medo e insegurança, consegue encontrar neste artigo algumas verdades e também um forte convite para uma pausa e um minuto de reflexão.
    Parabéns!

    1. A ansiedade que nos é implicada hoje, muitas vezes nos impede de ouvir a nossa própria voz. Fico feliz que tenha gostado Gian, encontrará muito mais a respeito no portal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *