As melhores formas de se criar vínculos com a equipe na gestão de pessoas

Ser gestor de pessoas não é ser alguém que somente lidera a equipe e delega tarefas. Também se trata de ser responsável por tornar a equipe funcional e consertar as relações entre as pessoas. Além disso, deve usar de suas diversas habilidades para poder elevar os objetivos pelos quais a equipe trabalha.

O gestor de pessoas deve ser capaz de aprimorar o funcionamento dos projetos nos quais a equipe é encarregada segundo a observação de comportamento dos membros do seu time.

A gestão de pessoas por sua vez é necessária para otimizar o funcionamento de qualquer instituição, seja ela pública ou privada. E para que ela aconteça com sucesso, o profissional que a realiza deve procurar meios de manter vínculos para que a organização do trabalho seja feita de forma leve, mantendo o bem-estar de todos.

O profissional que realiza a gestão de pessoas precisa ser compreensivo e saber escutar seu time para que seja realizada de forma satisfatória. E isso deve acontecer tanto pelos membros que compõem a equipe quanto pelas pessoas que ocupam cargos de gerência.

No entanto, existem formas de tornar essa gestão um processo mais suave para a equipe. Além disso, poderá gerar vínculo entre as pessoas e apostar nos pontos fortes de cada membro. Para trazer soluções inovadoras para o campo de trabalho, veja a seguir maneiras de realizar uma gestão de pessoas efetiva e mantendo o vínculo com cada indivíduo.

#1 – Manter responsabilidade afetiva

Muito já ouvimos falar que nem sempre nossas palavras realmente comunicam aos outros, e sim nossa forma de falar. Devemos ter empatia e zelo ao chamar a atenção ou até mesmo ao elogiar alguém. Esse tipo de cuidado é muito importante para evitar qualquer tipo de constrangimento dentro da organização.

Quando utilizamos de uma fala grosseira, que soa como ofensiva, pode significar o início de uma relação ruim dentro da equipe. Além disso, pode afetar a autoestima dos membros, fazendo com que se sintam inferiores ou injuriados.

O gestor de pessoas deve ter uma responsabilidade emocional por lidar com a gerência da equipe, de certa forma. Se ele for aberto ao diálogo e souber ouvir, o ambiente se tornará mais agradável e colaborativo, e nisso a produtividade da equipe aumentará. A empresa só tem a ganhar em resultados, além de uma convivência muito mais agradável.

#2 – Manter uma conduta alinhada aos valores da instituição

O exemplo é um incentivo muito eficiente dentro de um grupo, evitando que reações como o “efeito manada” se tornem recorrentes e venham a causar problemas interpessoais e com o grupo, de maneira geral.

Além disso, os profissionais que realizam a gestão de pessoas devem ser empáticos com os membros da sua equipe. Também deve mantê-los por perto, inspirar confiança e motivar a ter melhoras constantes, tanto de modo pessoal como profissional.

#3 – Usar de uma fala direta

Quando somos assertivos ao falar, inspiramos confiança em quem nos ouve. Se o gestor de pessoas transparecer sua mensagem com clareza e objetividade, ele será muito melhor compreendido dentro da equipe. Desse modo, o grupo poderá se direcionar para os objetivos do trabalho na corporação.

Ter uma boa comunicação, ser empático e usar de máximo respeito aos colaboradores são meios que verdadeiros líderes utilizam para que os valores da instituição sejam respeitados, apesar das diferenças de personalidade e opiniões de cada membro da equipe.

#4 – Realizar um gerenciamento de crises quando for necessário

Os esforços de manter a paz no ambiente corporativo compensam.

Ainda sim existe a possibilidade de existirem conflitos entre os colaboradores eventualmente, afinal, somos todos humanos e nos cansamos, temos fases e dias ruins.

Como os colegas passam muito tempo trabalhando juntos, cabe ao gestor de pessoas realizar uma intervenção de modo que seja positivo para todas as partes.

Resolver conflitos com maturidade, inteligência emocional e ouvindo a todos, ajuda não só na organização de atividades como também a manter a corporação um ambiente de trabalho agradável.

#5 – Delegar funções baseadas em habilidades e personalidades

Cada pessoa carrega habilidades e trejeitos que podem ser vantajosos para realizar diferentes tarefas. Uma pessoa que tenha habilidade com atividades mais operacionais possivelmente se sentirá desconfortável ao receber uma tarefa que demande um trabalho onde não possa se sentir útil, por exemplo.

Escolhendo os profissionais que irão realizar cada tarefa dentro da empresa, o gestor de pessoas pode acompanhar o desempenho do encarregado. Por fim, a gestão de pessoas permite empregar cada membro numa atividade onde todos se sentirão satisfeitos com os resultados.

2 comentários em “As melhores formas de se criar vínculos com a equipe na gestão de pessoas”

  1. Muito interessante as colocações aqui neste post Caroline. O que mais me chamou a atenção foi a questão de delegar função. Muitas vezes os líderes de equipe dentro de uma empresa tem medo de fazer isso por não confiar na pessoa e acaba centralizando e tornando ineficiente os processos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *