Como lidar com pessoas difíceis?

Todos nós lidamos, em nosso dia a dia, com diferentes tipos de pessoas. Algumas mais fáceis outras mais difíceis, mas o que faz de alguém uma pessoa difícil? Você sabe responder? Será que somos difíceis? Vamos refletir um pouco sobre isso…

O que é ser difícil ou fácil?

Quando falamos de ser humano, estamos lidando sempre com um mistério, pois muito de nós é incompreensível até para nós mesmos. Justamente por isso, não pretendemos esgotar o assunto, nem tampouco entrar no mérito de dar respostas mágicas.

Partindo deste entendimento, podemos então olhar para esta definição/conceito e dizer que pessoa difícil é aquela que intencionalmente, ou não, torna o dia a dia do outro mais sofrido.

Por outro lado, as pessoas fáceis têm a habilidade de levar leveza para a vida de quem convive com elas…às vezes, até sem perceber. 

Qual tipo de pessoa eu tenho sido?

Esta é uma pergunta essencial e precisa ser feita a todo momento. Como disse, às vezes, não é intencional agir de uma forma ou de outra. Entretanto, é essencial parar e refletir, e não ir simplesmente tocando em frente.

A grande beleza da vida é que somos seres em construção. Podemos olhar para fortalezas e aprimorá-las e, também, olhar para fraquezas e trabalhar com afinco para modificá-las.

Então, pare…observe, busque se conhecer mais e identificar suas características. Não tenha medo de olhar para si mesmo. Se perceber que está sendo uma pessoa difícil, tenha coragem de mudar! Todos estamos no caminho e ninguém é perfeito. 

Tipos de pessoas difíceis:

Não nos sintamos acusados; mas sim, entendamos que, às vezes, feridas precisam ser expostas para sarar. Do contrário, as inflamações se mantêm escondidas. Olhar para alguns tipos que identificamos aqui funciona como cuidar de feridas para que tudo fique saudável.

O Grosseiro

Todos gostam de ser bem tratados; queremos e merecemos respeito e educação. O tipo de pessoa grosseira é aquela que sempre tem palavras rudes em seus lábios. Ela, às vezes, até usa o discurso de ser franca/transparente para justificar sua grosseria.

No entanto, é importante diferenciar isso. Franco, transparente, verdadeiro é aquele que fala o que pensa, mas faz isso sem magoar ou ofender, pois trata o outro como gostaria de ser tratado.

Na maioria das vezes, o que está por trás da grosseria é um desajuste emocional ou algum sentimento mal resolvido. É importante respirar antes de falar e, claro, pensar bem. Se estiver nervoso ou chateado, fique em silêncio. É mais fácil ir por este caminho para não se arrepender depois. Tente se resolver…

Para lidar com este tipo de pessoa, é importante não responder na mesma moeda. Saiba se retirar para conversar em um outro momento. Não dê munição para este tipo de atitude. Saiba agir em vez de reagir.

Como lidar com pessoas difíceis: O Exigente Por Demais

Quem de nós não precisa ficar de olhos abertos para não agir desta forma com o outro? Algumas situações pedem de nós que sejamos mais exigentes, principalmente conosco, pois devemos buscar sempre imprimir qualidade em tudo o que fazemos e, também, dar o nosso melhor.

Entretanto, é essencial não cair no extremo disso, tornando a vida do outro um pesadelo. Como é difícil lidar com alguém que nunca está satisfeito e que tudo o que fazemos parece ainda pouco.

É importante saber acolher com gratidão o 100% que o outro conseguiu nos oferecer ou o 100% que conseguimos oferecer em dada situação. Pode ser que, ainda, olhemos para o que foi feito, avaliando e dando uma nota na faixa de 70%, por causa de nossa percepção mais exigente, no entanto, é importante saber acolher e respeitar o nosso e o tempo do outro.

Não sejamos exigentes por demais com o outro e com nós mesmos! Isso faz a vida sofrida e ninguém quer isso. Saibamos ser mais leves, pois, do contrário, abriremos espaço para uma das piores atitudes que o ser humano pode ter: a ingratidão; e correremos o sério risco de o outro desistir de conviver conosco.

Para lidar com este tipo de pessoa, é essencial o diálogo. Conversar e falar como você tem se sentido. Tentar junto com o outro chegar em um ponto comum e equilibrado.

O Sabe Tudo

É terrível conviver com alguém que acha que todos sabem menos que ele. Uma pessoa autossuficiente, arrogante e que menospreza os demais. Quando está em uma conversa, reunião ou relação com alguém,  essa pessoa sempre se porta como se fosse dona da verdade. Não se abre ao olhar do outro. 

Podemos dar sempre nossas opiniões, mas não devemos abrir mão da impressão do outro. Sempre ganhamos quando permitimos que o outro se achegue. Se após ouvir o que foi dito, avaliarmos e percebermos que não é bem por aí, valeu pela oportunidade dada ao outro. Quem sabe em outra oportunidade vai ser exatamente o que estávamos procurando ouvir.

Para lidar com esta pessoa, é importante deixá-la falar e não se intimidar. É importante perceber os seus valores e qualidades também. Sempre que se sentir tolhido, entenda que o problema não está em você, mas sim no outro que não soube ouvir outros pontos de vista.

Como lidar com pessoas difíceis: O Folgado

Este tipo de pessoa também pode acabar tornando a vida do outro difícil. É importante tomar cuidado para não abusar da boa vontade das pessoas. Quem fica de braços cruzados, na maioria das vezes, só esperando que o outro faça ou resolva tudo, para, no final, ir na aba, perde uma grande oportunidade de contribuir. Na vida, somos chamados a ser protagonistas. Perde quem acha que isso é ser esperto, pois não cresce.

O folgado é amigo do pouco esforço e deixa nas costas do outro o trabalho duro.

Precisamos tomar cuidado para não agir assim em nosso dia a dia.

É uma tentação que está diante de todos nós e, se não nos policiarmos, podemos também agir assim.

Para lidar com este tipo de pessoa, tire-a da zona de conforto. Atribua tarefas para ela.

Acompanhe o andamento e coloque-a para agir em vez de só esperar. 

O Mandão 

Quem não conhece pelo menos um mandão? Aquela pessoa que quer mandar e que acredita que tudo precisa ser só do seu jeito.

Para estas pessoas, funciona assim: ela manda e os outros obedecem. Não devemos ser assim. É importante saber deixar o outro participar.

Para lidar com esta pessoa, é importante sempre saber se colocar. Mostrar educadamente seu ponto de vista. Falar, se expressar e, se perceber que não está funcionando e que não concorda com o caminho seguido, você deve escolher se quer, ou não, continuar trabalhando com esta pessoa.

Como lidar com pessoas difíceis: O Do Contra

Todos nós temos, em nossas vidas, aquelas pessoas que sempre têm uma resposta para contrariar o que falamos. Gostam de ir contra o que está sendo falado ou sendo feito. Parecem sentir um estranho prazer nisso.

Para lidar com estas pessoas, é importante ser firme e não deixar se abater. Tenha firmeza no que deseja falar ou fazer. É importante ter claras as razões pelas quais se fala ou faz algo.

No entanto, saiba que, na vida, sempre encontraremos opiniões contrárias e isso, também, é importante e frutuoso. Não estamos certos sempre! É fundamental ter, em nosso convívio, pessoas que têm coragem de falar o que pensam, ainda que seja contrário ao que gostaríamos.

O Implicante

Implicância é uma característica presente naqueles que ficam criticando o tempo todo o outro, procurando motivos para alfinetar quem está ao seu lado ou trabalha junto. Questionam tudo o que o outro faz ou, pior ainda, ficam sempre comparando as atitudes do outro com as suas, julgando ser melhor.

Para lidar com este tipo de pessoa, o melhor é ter uma conversa franca, dizendo o que tem sentido a respeito. Se isso não funcionar, é melhor se afastar. É importante termos em nosso convívio quem deseja contribuir. Se você trabalha com ela e não há como se afastar, procure lidar com o estritamente necessário. 

O Que Se Faz De Vítima

Quem não conhece aquela pessoa que tudo o que acontece com ela não é sua culpa? Ela nunca faz nada errado. Tudo é consequência da atitude do outro, do mundo, da vida.

Dizemos que a pessoa tem síndrome de “coitadinho” e enxerga o mundo como se ela fosse uma eterna vítima. Além de viver reclamando, nunca assume a responsabilidade por nenhum erro. Tudo são perseguições…

Na vida, precisamos entender que toda ação tem uma consequência e precisaremos aprender a lidar com os resultados. Por isso, devemos sempre analisar com cautela as sementes que plantamos ou as que não plantamos…

Para lidar com este tipo de pessoa, deixe-a falar, desabafar e tente abrir-lhes os olhos com exemplos concretos de seu dia a dia. Se não funcionar, deixe-a quieta. Cada um é livre para fazer suas próprias escolhas.

E aí? Tem algum outro tipo de pessoa que você também acha difícil? Deixe nos comentários e podemos refletir também sobre como lidar com ela. Espero você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *