Compaixão

A compaixão antecede a partilha.
Igualmente, a oração precede a prática.
Para compadecer, é preciso sentir.
Para agir, é necessário rezar.

Quando se trata de servir,
o medo sempre aparece.
Mas o Mestre nos ensina:
Dai-lhes vós mesmos de comer!

A miséria se faz fartura.
O egoísmo se faz comunhão.
O milagre acontece,
porque a bênção vem do céu.

É preciso refazer a Aliança.
Não é possível amar a Deus
e desprezar próximo, pois
a compaixão antecede a partilha.

(Do projeto “Versos na Palavra“. Inspirado na liturgia do XVIII Domingo do Tempo Comum)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *