Importância do Louvor em meio às adversidades

As adversidades surgem no caminho de todos, isso é fato. A diferença está em como lidamos com elas e é justamente por isso que surge a importância do louvor. Vem comigo. Vamos aprender com elas?

A Bíblia Sagrada nos oferece uma belíssima lição no livro dos Atos dos Apóstolos, capítulo 16, versículos de 16 a 34. Uma lição difícil, mas que se bem aprendida nos torna mais leves, pois nos aconchega em Deus.

Aprendendo com Paulo e Silas…

No trecho mencionado, vemos um episódio vivido por Paulo e por Silas, ao se dirigirem para um local para fazer suas orações. Em um dado dia, após o encontro com uma mulher, que estava há um bom tempo escravizada por um espírito mau, e que por isso fazia adivinhações, eles tomaram uma atitude que mudaria a vida dela e a deles.

Rezaram aos céus e, em nome de Jesus, a libertaram. Uma atitude tão nobre, digna de aplausos e elogios foi recebida por alguns invejosos e interesseiros da época (que se aproveitavam para ganhar dinheiro com as práticas de adivinhação da mulher) como uma afronta. 

Estes homens viram na libertação da mulher o fim dos seus ganhos financeiros. Tramaram, tramaram até que conseguiram colocar o povo e os magistrados da época contra eles, resultando em uma injusta prisão. 

Paulo e Silas foram açoitados, humilhados e aprisionados em um lugar bem seguro para que não conseguissem fugir. 

E é neste contexto de sofrimento, dor e humilhação que poderíamos encontrá-los, mas algo surpreendente acontece. O versículo 25 nos diz que “Pela meia-noite, Paulo e Silas rezavam e cantavam um hino a Deus, e os prisioneiros os escutavam“. 

Não parece uma loucura?

Estariam eles fora de seu juízo normal? Não. A palavra de Deus nos mostra que estavam em seu juízo perfeito, ou seja, conscientes de que possuíam um Deus onipotente por eles. 

Eles elevavam louvores a Deus, não pelo sofrimento em si, mas por saber que tinham um Deus maior que tudo aquilo e que poderia libertá-los quando chegasse o momento certo. 

Paulo e Silas entendiam que, às vezes, o sofrimento, adversidades e humilhações chegam em nossa vida e que podemos, com a ajuda do próprio Deus, vencê-las e tirar profundos aprendizados…não só para nós, mas para todos os que estão ao nosso redor.

No caso deles, a experiência do louvor alcançou também os prisioneiros e o carcereiro que quis conhecer o Deus deles, quis se converter e levou esta experiência para sua família toda.

Como viver isso na nossa vida?

Diante das adversidades de nossa vida, parece loucura ter uma atitude que fuja das reclamações, revoltas e lamúrias; no entanto, o convite que Deus nos faz é justamente este: nadar contra a correnteza, não nos deixar levar pelas lamúrias e reclamações.

Diante das dificuldades (já que não temos como fugir delas), devemos pedir o auxílio de Deus para nos ajudar a ter olhos sensíveis e enxergar o que podemos aprender com esta ou aquela situação que nos entristece ou perturba. 

Não é fácil! De forma alguma, mas é um caminho de quem entende que de Deus vem todo o consolo e cuidado. Deus nos ama com um amor inexplicável e, quando permite que algo difícil nos aconteça, também, vem com sua mão poderosa para nos auxiliar na travessia. 

Diante das suas e das minhas dificuldades, rezemos a Deus para que Ele nos ajude e dê forças para, a exemplo de Paulo e Silas, enxergar que Ele é maior que todas as coisas e, por isso, é digno do nosso louvor. 

Deus é aquele que dá ordem aos ventos e o mar lhe obedece…que estende a mão e faz toda tempestade acalmar, tal qual vemos nos trechos do evangelho de Jesus, segundo Marcos no capítulo 4, versículos 35 a 41. Então, diante disso, não tenhamos vergonha de recorrer sempre a Deus. Ele nos conhece melhor do que ninguém! 

1 comentário em “Importância do Louvor em meio às adversidades”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *