Marketing Pessoal

O Marketing Pessoal como ferramenta para melhorar a sua posição no mercado de trabalho. Conquiste a confiança dos clientes e das empresas.

O marketing pessoal

marketing pessoal, como o próprio nome já diz, está relacionado a promover estrategicamente, a imagem pessoal de uma pessoa.

Então, pode se dizer que o Marketing Pessoal, consiste na realização de várias ações e atitudes das pessoas. Estas ações, isso deve ficar bem claro, acontecem de acordo com a realidade de cada indivíduo.

O marketing pessoal, então, tem o objetivo de atribuir valor positivo à imagem pessoal de um sujeito.

No entanto, entenda bem, o marketing pessoal, é mais do que realizar a autopromoção da imagem de uma pessoa. Não se pode confundir com a publicidade. Atenção aqui! O marketing pessoal diz respeito apenas à criação de possibilidades para que o público possa enxergar quem o pratica como autoridade em um assunto.

Então, utilizando bem as técnicas do marketing pessoal, naturalmente vai acontecer o fortalecimento da sua marca, que é na verdade é você mesmo.

Aproveite a oportunidade, e entenda como funciona os temperamentos no ambiente de trabalho.

Como melhorar meu marketing pessoal?

Quando o assunto é marketing pessoal, é comum que algumas pessoas desprezem o assunto e não entendem bem o conceito. Acontece muito o preconceito nesta termo. Mas aqui estamos para desmistificar e te ajudar a melhorar o seu marketing pessoal.

O incômodo gerado neste assunto acontece porque é atribuída uma conotação pejorativa de construção de uma personalidade que não existe apenas com fins comerciais.

Nunca minta sobre o que você é

Acredite, fingir ser o que você não é… NÃO faz parte do marketing pessoal.

E talvez essa já seja a primeira dica de marketing deste artigo. Veja bem! Ao aplicar as técnicas de marketing pessoal você não vai criar uma outra personalidade. E muito mais que isso, não vai mudar o seu temperamento.

O marketing pessoal é sobre ações que vão ajudar você a apresentar melhor o conjunto de características que você já possui ou que vem desenvolvendo ao longo do tempo. 

Estamos falando de práticas que vão apenas expor quem você é de maneira mais clara. No marketing pessoal, a transparência é tudo. Isso acontece muito para que as pessoas do meio profissional, possam te conhecer como você é de fato, e principalmente como é o seu trabalho, e o seu desempenho.  

Resumindo, as dicas de marketing pessoal tem como objetivo melhorar a forma como você se apresenta e como constrói a reputação em torno do seu nome, principalmente, dentro do setor em que você atua. 

Além disso, como você já sabe, é importante conhecer um pouco mais sobre o seu temperamento o que ele diz sobre você. Então aqui no portal TargetDev, você consegue fazer um teste de temperamento ou um teste de personalidade.

Visto isso, podemos dizer que o marketing pessoal, vai ajudar, principalmente, aquelas pessoas mais tímidas e que são muito talentosas. Estão escondidas nas empresas, por não saberem explorar todo o seu potencial.

Melhorando o Marketing pessoal: Faça networking

Como falamos até aqui, o marketing pessoal, vai te ajudar a se relacionar com o seu ambiente. E principalmente, mostrar o como você é de verdade. Suas qualidades devem ficar mais visíveis parar as pessoas que relacionam com você.

Neste sentido, é muito importante, manter uma “cartela” de relacionamento bem organizada para que você possa ter referências e ser referência no dia a dia da organização.

Por isso, um bom networking é tão importante para o Marketing Pessoal.

Atenção aqui! Veja o que não pode faltar: Participe de eventos na sua área. Entre em contato com pessoas ou empresas que contratam os serviços que você presta, e mantenha um relacionamento com outros profissionais.

Com estas dicas, você vai encontrar um volume maior de oportunidades de trabalho e propostas melhores.

Quais são as vantagens de fazer marketing pessoal?

Chegando até aqui, você já sabe que o marketing pessoal vai muito além da mera percepção positiva do público.

As ações pontuais e melhorias na sua postura, podem transformar negócios e carreiras, independentemente do tamanho da empresa ou do nível profissional no qual o indivíduo se encontra.

Por isso, listamos agora algumas ações que você pode fazer para melhorar o seu marketing pessoal.

1 – Divulgação do seu trabalho

Você pode fazer um trabalho excelente, porém, se ninguém visualizar o seu empenho e sua dedicação, dificilmente ganhará o reconhecimento que merece. 

Com o marketing pessoal, seu desempenho vai receber notoriedade.

2 – Construir autoridade

É importante ter referências. O humano sempre vai em buscas disso. E você? Já pensou em ser uma referência na sua área? Seja, ou busque ser uma autoridade! Isso é importante…

Com o marketing pessoal, você pode construir essa autoridade e mostrar que é um verdadeiro especialista, cativando clientes e melhorando os seus relacionamentos.

3 – Reduzir o ciclo de vendas utilizando marketing pessoal

Ao trabalhar com o marketing pessoal, você também diminui as etapas na jornada de vendas, economizando tempo e dinheiro.

Isso acontece porque, quando os clientes confiam no profissional, a tomada de decisão pela compra é muito mais rápida.

4 – Alavancar a carreira

Nem sempre a dedicação e o trabalho duro são suficientes para um aumento ou uma promoção. 

Logo vamos falar das redes sociais e como elas pode te ajudar a mostrar para o mundo quem você é de fato e o que você pode fazer para ajudar o seu cliente no dia a dia.

Às vezes, é preciso investir na sua marca individual para ser notado, e é justamente isso que o marketing pessoal proporciona.

5 – Aumentar a carteira de clientes

Veja bem, o marketing pessoal é um ciclo virtuoso. E isso você já sabe. Então, é hora de colocar as “mãos na massa“. Comece hoje mesmo esta nova construção de sua vida. Estou falando de autoridade!

Ao construir uma autoridade e ganhar o seu espaço, você chama a atenção do mercado. E consequentemente a confiança dos clientes e empresas. Logo, mais e mais clientes vão querer fazer negócios com você.

6 – Conquistar a confiança dos clientes e empresas

Todos ficam desconfiados ao comprar pela primeira vez em uma loja da internet, não é verdade? Será que é de confiança…vai que algo dá errado. É exatamente isso que acontece com as pessoas no dia a dia no ambiente de trabalho.

O Marketing Pessoal oferece os recursos necessários para garantir as suas habilidades e construir um relacionamento com o consumidor, no qual ele tenha certeza dos resultados que obterá ao contratá-lo, tornando-o mais propenso a fazê-lo.

Mais dicas de como fazer marketing pessoal

#1 – Acerte no vestuário

O vestuário é importante para sua boa imagem, criando no cliente uma impressão positiva e ajudando na realização das vendas.

Todos os dias em que sair para trabalhar ou para uma reunião com um cliente, assuma seu papel, vista-se conforme a ocasião.

Vista-se para o trabalho que você quer e não para o trabalho que você tem.

#2 – Use bem seu cartão de visitas

cartão de visitas, ainda é bem visto. Com o advento do Linkedin, às vezes o cartão de visitas fica deixado de lado. Porém, faça dele um aliado. O cartão de visitas pode te ajudar na divulgação de sua própria imagem e na aquisição de mais vendas.

Quando for trabalhar, leve sempre uma quantidade mínima de cartões para entregar às pessoas na rua ou aos clientes que vão até a sua empresa. Neste cartão, coloque o link para o seu Linkedin.

A princípio, você também pode entregá-los quando encontrar possíveis clientes em um restaurante, supermercado, salão de beleza e shopping center.

Muitas vezes, um design simples pode ser único e facilmente memorizável pelo cliente. Simples, mas inconfundível. Entenda aqui: Menos é mais.

#3 – Sintonize comunicação e simpatia

Outro ponto a considerar é a capacidade de comunicação. E aqui, entenda bem, em todas as áreas, e não somente para um vendedor ou um profissional que trabalha com prospecção de novos clientes.

O marketing pessoal ensina que é precisa saber abordar, apresentar o produto, ou serviço. Expor seus conhecimentos. Algumas vezes, o produto é a própria pessoa. Como por exemplo, o psicólogo, um consultor, um médico, etc.

A primeira impressão é a que fica?

A simpatia também contribui para a formação da primeira impressão.

Primordialmente, você precisa mostrar-se afável. Agradar o potencial cliente, ser acessível e atencioso.

Quando sair para uma reunião com um cliente, deixe seus problemas pessoais em casa, treine seu discurso e procure trabalhar com bom humor.

Outro ponto importante de se dizer aqui, é com relação ao cliente interno. Muitas vezes, a pessoa que você vai lidar, é alguém de entro de sua empresa e não o cliente da empresa que você trabalha. Seja atencioso e use das técnicas de marketing pessoal da mesma forma.

#4 – Ajuste seu marketing pessoal no ambiente digital

Transmita sua melhor imagem nas redes sociais. Um dos grandes desafios para o profissional é desenvolver marketing pessoal no universo digital.

Quem sabe, lendo este artigo, Inbound Marketing: Estratégia Eficiente para Marketing Digital, você possa entender um pouco de Marketing Digital. Acredito que este artigo deve te ajudar neste caminho…

Do mesmo modo, seu grande trunfo é o conteúdo, que deve ser interessante, atualizado e ser passado por meio de textos, imagens e vídeos.

Aborde temas relacionados às atividades que você exerce ou sobre seu segmento. Daí, a importância de manter um blog ou site com bons conteúdos.

Integre-se nas redes sociais. Principalmente no Instagram, Facebook e Linkedin. Ou seja, deixar sua marca e interagir com outros profissionais.

Logo, o que diferenciará seu conteúdo do conteúdo de outros vendedores é seu estilo: a forma de escrever, como usa suas imagens, tamanho dos textos, o design da página e assim por diante.

#5 – Associe bons materiais, marketing pessoal e vendas

Nesse sentido, trabalhe bem preparado. Com todo o material que precisa – laptop, portfólio (seja ele eletrônico ou não), smartphone.

Amostras grátis podem ser importantes para determinados tipos de vendas, se for o seu caso, não se esqueça de trabalhar com reposição constante.

Enfim, se for para ir para o “campo de batalha” sem o material de trabalho necessário, é melhor nem ir. É como o lenhador que vai trabalhar sem o machado. Não vai ter trabalho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *