Os 05 Melhores Livros de Autoajuda

Autoajuda. Sim. Importante falar sobre autoajuda. E aqui vamos listar os 10 melhores livros de autoajuda.

Como você deve saber. Os livros de autoajuda sempre vão figurar entre os campeões de vendas em livrarias e sites especializados. Afinal, eles têm um lugar cativo na preferência de muitas pessoas!

Entenda também a importância do autoconhecimento e como isso pode ajudar a melhorar a sua vida.

Antes de continuarmos, vamos esclarecer algumas dúvidas muito comuns:

  • Porque autoajuda não tem hífen?
  • Autoajuda é escrito junto ou separado?
  • Para que serve a autoajuda?
  • Qual o problema da autoajuda?
Autoajuda

Porque autoajuda não tem hífen?

Autoajuda é escrito assim mesmo, junto e sem hífen. A forma de escrita com hífen era correta, mas isso mudou com a entrada em vigor da nova ortografia e, por isso, somente a forma escrita junta existe no dicionário de português atualmente.

Para que serve a autoajuda?

Os livros de autoajuda, geralmente, são procurados por quem busca se aprimorar porque oferecem métodos com potencial de causar mudanças, principalmente de cunho emocional, físico, intelectual, espiritual e econômico. Pelo menos, é o que a maioria deles alega.

Qual o problema da autoajuda?

Não existe problema nenhum do autoajuda. A questão é que são tantas promessas, e são tantos deles que figuram entre as listas de best-sellers, que é difícil não se questionar se realmente funcionam.Livro de autoajuda funcionam?

Os 05 Melhores Livros de Autoajuda

#05 – As Sete Leis Espirituais do Sucesso

Deepak Chopra é um médico indiano que mora nos Estados Unidos.

Com diversos best-sellers mundiais, ficou famoso por seu lado místico e por misturar medicina ocidental com a ayurveda, desenvolvida na Índia há mais de 7 mil anos.

Por isso mesmo, muitos o criticam por disseminar pseudociência.

É verdade que, em vários livros, o autor acaba usando termos científicos em um contexto questionável para falar de espiritualidade.

Porém, As Sete Leis Espirituais do Sucesso é um livro de autoajuda mais prático, com dicas claras para alcançar seus objetivos espirituais e materiais. Tenha mais calma e foco seguindo as 7 leis!

#04 – A Sutil Arte de Ligar o F*da-se

A sutil arte de ligar o foda-se

O autor, Mark Manson, fez desse um dos mais procurados livros de autoajuda dos últimos tempos.

O curioso é que, para tanto, ele fugiu da abordagem tradicional.

No best-seller A Sutil Arte de Ligar o F*da-se, o autor Mark Manson mostra que você não é tão especial quanto imagina ou querem que você se imagine. E que isso é algo bom!

É ou não um livro de autoajuda diferente?

Dessa forma, o autor mostra em linguagem simples que é um erro se deixar abater quando as coisas não dão certo. Afinal, isso não vai acontecer o tempo todo. E é justamente por isso que ligar o foda-se pode se tornar libertador.

#03 – A Coragem de ser Imperfeito

A coragem de ser Imperfeito

A Coragem de ser Imperfeito é uma das obras mais populares da pesquisadora Brené Brown.

Professora na Universidade de Houston, a autora ficou mundialmente conhecida após palestrar sobre coragem, vulnerabilidade e empatia.

A nossa primeira posição entre os melhores livros de autoajuda, nos apresenta exatamente a estes temas.

O livro busca auxiliar na aceitação da própria vulnerabilidade.

Vencer a vergonha e falar sobre ela, portanto, é o único caminho possível para uma vida corajosa e plenamente feliz.

#02 – Talvez você deva conversar com alguém

Talvez você deva conversar com alguém

Um dos melhores livros de autoajuda. De modo geral, buscamos a ajuda de um terapeuta para melhor compreender as angústias, os medos, a culpa ou quaisquer outros sentimentos que nos causam desconforto e sofrimento. Mas quantos de nós já paramos para perguntar: o terapeuta está imune à gama de questões que ele auxilia seus pacientes a dirimir e superar, dia após dia? A autora best-seller e terapeuta Lori Gottlieb nos mostra que a resposta a essa pergunta traz revelações surpreendentes.

Quando ela se vê emocionalmente incapaz de gerenciar uma situação que perturba sua vida, uma amiga lhe faz uma sugestão: talvez você deva conversar com alguém.

Combinando histórias reunidas a partir de sua rica trajetória como terapeuta (distribuídas entre quatro personagens inesquecíveis) à sua própria experiência como paciente, Lori nos oferece um relato afetuoso, leve e comovente sobre a universalidade de nossas perguntas e ansiedades, e joga luz sobre o que há de mais misterioso em nós, afirmando nossa capacidade de mudar nossas vidas.

Uma jornada emocionante de autodescoberta, uma homenagem à natureza humana e um lembrete sobre a importância de sermos ouvidos, mas também de sabermos ouvir. Um livro sobre a importância dos encontros, dos afetos e da coragem de todos os que partimos para a aventura do autoconhecimento.

#01 – Ser bom não é ser bonzinho

O campeão dos melhores livros de autoajuda. Você já sofreu por não saber como dizer algo difícil para alguém?

Ser bom não é ser Bonzinho

Quantas vezes, diante da necessidade de uma conversa desconfortável, você se calou com medo de magoar o outro, acabando por ferir a si mesmo? Neste livro, Cláudio Thebas costura sua experiência como palhaço, professor de Escuta e de palhaços de hospital, com os conceitos da Comunicação Não Violenta e nos oferece caminhos para que sejamos capazes de identificar, acolher e enfrentar os medos e barreiras de comunicação que nos impedem de sermos autênticos e sinceros como gostaríamos.

Alguns temas abordados: ser pacífico não é ser passivo. A diferença entre franqueza e sinceridade. Vulnerabilidade como potência de conexão. Compreender não é concordar. Os quatro tempos da Comunicação Não Violenta. Reagir não é revidar. O poder da escuta. Como evitar os vícios violentos de linguagem…

Este livro nos ensina a meditar sobre pequenas diferenças e a elaborar a força decisiva do modo de criar estado, mundo e universos de palavras.” – CHRISTIAN DUNKER, PSICANALISTA

Ele traz nesta obra distinções importantes de conceitos do campo da escuta, jogos que todos nós podemos testar para sentir a CNV na prática e, ainda mais interessante: ele compartilha histórias humanas e emocionantes com o leitor.” – CAROLINA NALON, MEDIADORA DE CONFLITOS, PALHAÇA E ETERNA APRENDIZ DA CNV

Sobre Target Dev New

Somos amigos, parceiros que acreditam no Desenvolvimento Humano como foco, alvo para a vida. Neste caminho de projeto até o que nos tornamos hoje, muitos se uniram a nós e fomos percebendo que era justamente este o caminho para o desenvolvimento real.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.