Segurança da informação – como proteger seus dados de ataques cibernéticos

Quando se fala em segurança da informação o assunto é a proteção de coisas muito valiosas: seus dados, segredos, planos e estratégias, por exemplo.

Em outras palavras, são dados que revelam seu jeito, sua forma de agir, sua essência.

Foto do site pexels.com

Nesse mesmo sentido, revelam também o que sua empresa faz, como ela faz, o que ela pensa em fazer, com quem ela se comunica. Está tudo ali, nas informações.

Mas, e se cair em mãos erradas? Como evitar que isso aconteça? 

O que fazer para que as informações se mantenham confidenciais, íntegras e disponíveis somente para quem é de interesse?

A segurança da informação é o assunto deste artigo. Fique conosco e tire suas dúvidas!

O que é Segurança da Informação?

A segurança da informação é a proteção de informações sigilosas. E não é só isso.

Ao ter suas informações protegidas, você evita, por exemplo, que qualquer pessoa acesse seus dados e os distribua indevidamente ou exija um resgate por eles. Sim, isso acontece!

Já imaginou seus dados pessoais ou os dados da sua empresa, como vendas, margem de lucro, estratégias, ingredientes secretos, modo de agir, dentre outras coisas, em mãos erradas? 

Portanto, a segurança da informação é muito importante pois é ela que vai proteger seus dados e assegurar que eles estejam acessíveis somente a você e a quem você determinar.

E quais são os riscos de não investir em Segurança da Informação?

Se você ainda não adota a segurança da informação em sua empresa, saiba que ela está em risco! Principalmente se for uma grande empresa.

Foto do site pexels.com

Logo, o risco é ter seu sistema desprotegido e sofrer ataques de criminosos, inviabilizando suas decisões, seus contratos, suas vendas e ainda prejudicando sua relação com os clientes.

Você não quer isso, certo?

Saiba, desde já, que do mesmo jeito que a tecnologia evolui a cada dia para proteger suas informações, os criminosos virtuais também buscam diferentes formas de explorar as brechas e roubar os seus dados.

Vulnerabilidade

Atualmente, são vários os casos relatados de empresas que sofreram ataques cibernéticos e tiveram suas informações sequestradas ou expostas.

Nesse sentido, pesquisas mostram que o ano de 2021 foi marcado por ataques a bancos privados e a várias empresas. Dentre elas se destacam: Lojas Renner, CVC, Porto Seguro, Atento, Serasa Experian, além do Facebook e Linkedin.

O prejuízo envolveu a exposição de clientes e usuários ou ainda a impossibilidade de utilizarem seus sistemas.

Além disso, outro caso que ficou conhecido foi o ataque ao site do Ministério da Saúde, que deixou indisponível, por dias, dados sobre a vacina contra a Covid-19.

Não bastasse tudo isso, a projeção para 2022 é que os ataques cibernéticos fiquem em primeiro lugar na lista dos maiores riscos para as empresas.

Mas, então não tem jeito? Tem sim! 

Veremos, então, como funciona um sistema de segurança da informação e o que ele pode fazer para garantir a proteção que a sua empresa precisa.

O Pilares da Segurança da Informação

A segurança da informação busca uma proteção equilibrada em 3 pilares: Confidencialidade, Integridade e Disponibilidade.

Assim, a Confidencialidade visa o total sigilo dos dados, evitando ataques que possam acessá-los.

A Integridade, por sua vez, tem por objetivo garantir que seus dados não serão modificados de maneira não autorizada. As informações devem se manter exatas, livres de alterações e confiáveis.

Por fim, a Disponibilidade é o pilar que garante que as informações estarão disponíveis quando for necessário, além de identificar para quem elas devem estar disponíveis.

É de proteção que você precisa

A partir desses 3 pilares, pode-se dizer, em outras palavras, que a proteção que o sistema de informação assegura diz respeito ao uso, acesso não autorizado, uso indevido, divulgação, modificação, gravação, destruição e interrupção de informações.

Para isso, utiliza-se vários recursos, como:

Controle de acesso – senhas, cartões de acesso, biometria;

Criptografia – torna a informação informação ilegível a outra pessoa ou outro sistema;

Assinatura digital – geração e validação de dados digitais;

Hashing – confere os arquivos para garantir sua integridade;

Certificação –  comprova a validade de um documento;

Automatização de backups – para que os dados se mantenham resguardados, protegidos e acessíveis, em qualquer situação;

Implantação da gestão de riscos de TI – verificação de sistemas em busca de falhas ou pontos críticos que podem comprometer a segurança;

Configuração de firewalls – filtra o fluxo de dados permitindo somente acessos autorizados em portas específicas;

Instalação e atualização constante de software antivírus – para identificação e combate de ameaças em tempo integral;

Computação em nuvem – para armazenar os dados de forma segura e torná-los disponíveis de maneira personalizada.

Fique longe do alcance de ataques cibernéticos

Além dos pilares e das ações que um sistema de segurança da informação oferece, deve-se cuidar para que os funcionários da empresa também se empenhem em cuidar da segurança, seguindo os protocolos necessários.

Nesse mesmo sentido, quando se fala em segurança da informação, não se trata somente de proteger as empresas, mas também as pessoas que usam a internet para conversar, acessar redes sociais e emails, por exemplo. É preciso ter cuidado e evitar expor dados sensíveis, como nome completo, documentos e dados bancários, pois podem ser alvos de ataques.

Foto do site pexels.com

Portanto, para ficar longe do alcance de ataques cibernéticos, é necessário alguns procedimentos como: manter um antivírus atualizado, não acessar sites desconhecidos e sem certificado de segurança, não instalar softwares desconhecidos, não compartilhar senhas e manter um firewall ativo no computador. 

Por último, evite deixar a webcam conectada todo o tempo. Desconecte-a, caso não esteja embutida no dispositivo. Se ela fizer parte do dispositivo, um firewall poderá informar se houver alguma invasão indesejada.

Segurança e tranquilidade para a sua empresa

Ao investir em segurança da informação, contratando uma empresa especializada, você terá a tranquilidade de saber que ela estará monitorando sua empresa o tempo todo e fazendo tudo que for possível para evitar esses ataques. E muita coisa pode ser feita!

A Century Data é uma dessas empresas especializadas e preparadas para te atender, monitorando e garantindo que a sua empresa tenha a proteção necessária. Vale a pena investir na segurança da informação e manter sua empresa segura.

Conclusão

A segurança da informação protege os dados da sua empresa e permite trabalhar sem medo de ataques cibernéticos.

Dessa forma, investir em segurança da informação é uma das coisas mais importantes que você pode fazer pela sua empresa. Afinal, o acesso à internet, embora ofereça riscos, é um meio eficaz para a sua empresa crescer ainda mais. 

Portanto, ao investir em segurança, você está se prevenindo de algo capaz de desestruturar sua empresa e nós sabemos bem: “prevenir é melhor que remediar”, não é mesmo? Pense nisso!

Sobre Karine Iria

Mestra e Doutora em Economia Doméstica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.